quarta-feira, 30 de abril de 2014

Wretch 32, um rapper inglês praticamente desconhecido no país.


O rapper Wretch 32 não é muito conhecido no Brasil. Também não é de se esperar, pois é os rappers norte-americanos - Eminem, 50 cents, Snoop Dogg, etc – com visual de poucos amigos, corpo malhado, em geral, em vídeos cheios de mulheres e carros turbinados, que dominam nosso mercado.

O verdadeiro nome de Wretch 32 é Jermaine Scott. O rapper londrino, nasceu em 9 de março de 1985, é filho de um DJ de reggae no Tiverton Estate. Foi MC no Grime (uma misturaba de Ragga, Jungle, Drum´n´Bass e Hip Hop que deu origem ao Dubstep) e também fez parte do coletivo Combination Chain Gang. Graças a Wretch 32 que o Grime chegou ao mainstream com sua coleção de mix tapes chamou a atenção da BBC Radio I.

Jermanie Sinclair ganhou o apelido de Wretch ainda garoto, quando não passava de um menino magricela e, portanto, estava enquadrado aos critérios de ser chamado de wretch. O acréscimo dos números 3 e 2 são seus números da sorte e também, segundo ele, por soar “cool”.

Seu segundo álbum solo “Black and White” (2011) - o primeiro é de 2008 e se chama “Wretchrospective” - é uma tomada refrescante pessoal, autêntico e fresco em uma cena urbana britânica que estava começando a se tornar um pouco obsoleta. Tem participações de Alex Mills, Example, Chipmunk e Ed Sheeran.
Wretche 32 é visto por nomes como Tinie Tempah e Professor Green como um dos maiores letristas do nosso tempo. O moço já tem um mixtape na praça, intitulado “Wretchercise”, mas o rapper ainda continua investindo e colhendo os bons frutos de “Black and White”. Seu quinto single extraído do álbum vai bem, se chama “Hush Little Baby”