quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Kurt Cobain, o evangélico




Sim, Kurt Cobain já foi evangélico – pelo menos por alguns meses. Claro, foi antes de montar o Nirvana.

Os fãs sabem que Kurt veio de uma família desestruturada e praticamente mendigava o amor dos pais. Quando sua relação piorou com seus pais, que eram separados, foi morar em casa de parentes, amigos e, segundo a lenda, até debaixo de uma ponte.

Aos 17 anos, em busca de respostas pela sua vida conturbada, Kurt foi bater às portas da religião Aconteceu no ano de 1984, quando ele tinha 17 anos.  Talvez por influência dos pais de seu amigo Jessé Reed, que eram evangélicos, chegou a ir a igreja batista e inclusive freqüentou regulamente reuniões do grupo de jovens.

Kurt Cobain levou tão a sério que até foi batizado nessa igreja, e como todo bom evangélico saiu pregando para seus amigos e dizia que aceitou Jesus. Também parou de beber e fumar maconha.

Sua conversão não durou mais que três meses – era inteligente demais para sua mente ficar limitada a dogmas.  Curioso é que o futuro baixista e amigo do Nirvana, Krist Novoselic, também freqüentou a mesma igreja que Kurt, porém por outro motivo: mulheres.


Nenhum comentário: