domingo, 10 de junho de 2012

Especial Keane


Parte II


O álbum de estreia Keane, Hopes and Fears, veio ao mundo a 10 de maio de 2004, um dia antes de o grupo começa uma turnê mundial. Em sua primeira semana de venda já era número 1 no Reino Unido e torna-se o álbum mais vendido do ano, conquistando nove discos de platina na Grã-Bretanha. Até agora já vendeu mais de 5,5 milhões de cópias em todo o mundo.

Keane ganhou dois Brit Awards em fevereiro de 2005: Melhor Álbum Britânico para o “Hopes and Fears” e Artista Revelação. Três meses depois, Tim Rice-Oxley ganha o prêmio Ivor Novello de o melhor compositor do ano.

Como membros da fundação beneficente Make Poverty History, Keane toca “Somewhere Only We Know” e “Bedshaped” no concerto do Live 8, realizado em Londres em 2 de julho de 2005. Eles também são patronos da War Child, e em setembro de 2005, gravam uma versão do clássico de Elton John “Goodbye Yellow Brick Road” para o álbum de caridade Help: “A Day in the Life”. Anteriormente gravaram uma versão de “The Sun Ain't Gonna Shine Anymore” do The Walker Brothers, sendo disponível apenas em MP3 no site da War Child e, em seguida, em um single de vinil.

Em abril de 2005, na metade da turnê de “Hopes and Fears”, o grupo começou a gravar seu segundo álbum, “Under the Iron Sea”, com o produtor Andy Green, que havia trabalhado com eles em seu primeiro álbum. Keane então recruta Mark "Spike" Stent para mixá-lo. O LP é gravado entre Helioscentric Studios em Rye (East Sussex, Inglaterra) e The Magic Shop Studios, Nova York.

“Under the Iron Sea” foi precedido pelo vídeo de “Atlantic” e o single “Is It Any Wonder?”, que chegou ao terceiro lugar no Reino Unido. A canção foi um das finalistas no Grammy da categoria de Melhor Interpretação Pop Vocal, em 2007.

O álbum foi lançado em junho de 2006 e também foi número 1 na Grã-Bretanha. Um ano depois eles já tinham vendido mais de 2.200.000 cópias. Os singles seguintes foram “Crystal Ball” (n º 20 no Reino Unido) e “Nothing in My Way”.

Em 2007, Keane lança outro single em prol da War Child, “The Night Sky”. Durante a os shows quando apresentava esta canção, Jesse Quin tocava com o grupo. Anos mais tarde se tornar um membro definitivo da banda.

Mesmo antes de aparecer “Under the Iron Sea”, o Keane começou uma segunda turnê mundial, mas em agosto de 2006, Tom Chaplin admiti que tem problemas com álcool e drogas e entra para uma clínica de reabilitação. A banda teve que cancelar alguns shows e adiar outros até que o cantor receba alta, o que aconteceu em outubro daquele ano.

Em 7 de julho de 2007, Keane toca no Estádio de Wembley, em Londres, como parte dos grandes concertos do Live Earth, cujo objetivo é denunciar o aquecimento global.

Em março de 2007, Chaplin e Hughes afirmam que querem um som mais orgânico em seu terceiro álbum e, pela primeira vez, contará com guitarras. A partir deste registro, Jesse Quin se junta ao grupo como músico de estúdio. Ele toca baixo, percussão, guitarra e sintetizador e faz vocal.

Em agosto de 2008 sai “Spiralling”, primeiro single do novo álbum. Se “Hopes and Fears” foi dominado pelas baladas conduzidas por piano e “Under the Iron Sea” tende um pouco para o rock eletrônico, “Spiralling” é mais pop, com sintetizadores e, pela primeira vez, guitarra elétrica.
                         
O LP “Perfect Symmetry” é lançado em outubro e também conquista o primeiro lugar na Grã-Bretanha, bem como o posto sétimo nos EUA. Em novembro, Keane inicia sua terceira turnê mundial.

Em 2 de abril de 2009, Keane se torna o primeiro grupo a fazer um show em 3D, que foi filmado no Abbey Road.

O próximo single é “Better Than This”. Keane grava uma versão de “Disco 2000”, hit da banda Pulp, para o álbum de 50 º Aniversário da Island Records.

Em 10 de maio de 2010, lança o EP “Night Train”, que se torna sua quarta vez consecutiva atingindo o nº. 1 no Reino Unido. O álbum, com oito canções, foi gravado durante a turnê de “Perfect Symmetry”. Em duas de suas canções, “Stop for a Minute” e “Looking Back”, participa o rapper somali-canadense K'naan. O EP também inclui uma versão “You've Got to Help Yourself”, do Yellow Magic Orchestra, e tem participação nos vocais da japonesa MC Tigarah. Em outra de suas músicas, “Your Love”, os vocais ficaram a cargo do tecladista e compositor Tim Rice-Oxley. Para promover “Night Train”, Keane fez uma nova turnê.

Depois de finalizar a turnê do Mt. Desolation (projeto de Tim Rice-Oxley e Jesse Quin), Keane começa a preparar seu quarto álbum. Em fevereiro de 2011 é anunciado que Quin tornar-se-ia o quarto membro oficial da banda.


A gravação no Sea Studios, de Tim Rice-Oxley, em Polegate, East Sussex, é onde o quarto álbum é concluído, em janeiro de 2012, e as mixagens são finalizadas quase um mês depois. Antes da publicação, Keane começa a anunciar as primeiras datas de sua próxima turnê mundial.

O novo álbum “Strangeland” é colocado à venda em 7 de abril, precedido pelo single “Silenced by the Night”. Um segundo single, “Disconnected”, tem o vídeo dirigido pelo cineasta espanhol Juan Antonio Bayona e foi rodado em Barcelona.

Keane é uma banda de pop/rock que não se preocupa em fazer alarde sobre sua carreira nem com suas vidas pessoais – o problema de Tom Chaplin com drogas foi mantido o mais discreto possível –, nem ficam dizendo que é a “banda do momento” ou iria fazer “disco revolucionário”.



2 comentários:

Mary Joe disse...

Andei meio atrasada com seus textos, mas aproveitei e li os dois sobre o Keane. Que beleza de trajetória. Condiz com as ótimas músicas da banda.
Não é assim das minhas favoritas, das que sempre pego para ouvir, mas posso dizer que o som deles me agrada.

Seus posts ficaram muito bons.
Beijo carinhoso
Mary Joe

Adri disse...

Keane é a minha banda favorita ever! Quero estar no próximo show deles. esse último trabalho é a coisa mais perfeita que já ouvi nos últimos tempos!!!
Excelente post, muito completo. Nunca li nada sobre eles que fosse tão bem detalhado.