quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Josh Ritter, artista ainda desconhecido do grande público no Brasil


Pouco importa se a música de Josh Ritter não ficou muito popular junto à massa pop. Pouco importa se não toca nas rádios. Pouco importa, também, se ele não consta nas listas de iPods dos descolados, não é citado pelos “famosos” e não toca nas baladas mais agitadas do momento. O que importa é que sua música existe e é ótima. Talvez daqui uns 20 anos, algum arqueólogo musical o descobrirá e ele passará a ser idolatrado – nunca sabemos o que a juventude vai cultuar no futuro.

Josh Ritter moldou sua música ouvindo mestres como Bob Dylan, Leonard Cohen e Johnny Cash. Ele já tem uma pancada de discos lançados; é um cara ainda jovem – lançou seu primeiro álbum em 2000. E sabe o que é legal no seu folk-pop-indie? É que ao mesmo tempo em que sua música parece antiga, feita lá pelos idos dos anos 70, soa moderna.

Seu último trabalho se chama “So Runs The World Away”, de 2010, e recentemente o rapaz lançou um romance chamado “Bright´s Passage”. Nascido em Moscow, Idaho (EUA), quando garoto ouviu a canção “Girl Form the North Country” de Bob Dylan, do álbum Nashville Skyline e resolveu ser músico. Primeiramente tentou fazer musica em um alaúde construído pelo seu pai, mas logo comprou sua primeira guitarra. Seu primeiro trabalho autointitulado não passou desapercebido, mas após o segundo, “Golden Age of Radio” sua carreira decolou. De lá pra cá sempre recebeu grandes elogios da crítica,nem tanto do grande público. Ou seja, este cara é cult.

Um comentário:

Mary Joe disse...

Tem alguma coisa nesse cantor que dá uma saudade na gente... lembra mesmo algo bem antigo. Pensei inicialmente em Don Mclean. Depois pensei em Neil Diamond... mas naõ sei. Tem alguém que naõ consegui lembrar e que o timbre lembra bastante.
Boa música.
Gostei!
Mary