domingo, 14 de agosto de 2011

Ten Songs by Tucker Zimmerman (1969) - Tucker Zimmerman


O cantor Tucker Zimmerman veio ao mundo no mesmo dia que eu (14 de fevereiro), portanto, um aquariano. Nascido em San Francisco, Califórnia, estudou violino (feito pelo avô) entre a idade de 4 a 7 anos. Logo mudaria para Healdsburg (uma cidade rural no norte da Califórnia), onde permaneceu até os 17 anos.

Seu aprendizado de música estendeu ao domínio do piano e trombone. Em sua primeira banda de rock tocava piano, sax, baixo e bateria. Quando voltou a sua cidade natal, em 1958, estudou música por mais dois anos e foi tocar trombone em grupos de jazz.
Em 1966 já tinha mestrado em Teoria e Composição, tendo também aulas particulares de composição com Henry Onderdonk até que começa a escrever suas próprias canções usando gaita e violão. Entre 1965 e 1966 chegou a escrever mais de 800 músicas.

Seu estudo de música vai até 1968 quando já tinha estudado composição em Roma, pois havia ganhado uma bolsa para estudar na Santa Cecília Academy. Ao deixar o mundo acadêmico, mudou-se para Inglaterra, vivendo primeiro em Londres e depois em Oxford, fazendo shows com nomes falsos, se passando por um canadense, já que não foi lhe concedida uma autorização de trabalho.

Em 1969 gravou seu primeiro álbum produzido por Tony Visconti (que ficaria famoso produzindo T. Rex e David Bowie) para a Regal Zonophone Records. Tucker Zimmerman: "Embora morando na Inglaterra, escrevi 150 canções, mas eu não consegui um único artista em Londres para cantar uma” . O álbum uma mistura de folk, rock e blues não fez sucesso nenhum e também a gravadora não fez questão de promover o álbum.

Zimmerman soube mais tarde que a gravadora assinou com ele apenas para mantê-lo na geladeira por três anos. Eles não queriam que ele atrapalhasse um outro cantor folk (britânico) que estava começando a muito certo.

Tucker Zimmerman só foi gravar novamente em 1971 o segundo álbum, levando-o a uma carreira muito inconstante, lançando raramente um novo trabalho de onde passou a viver, desde os anos 1970, na Bélgica.

2 comentários:

Adri disse...

E o que ele está fazendo atualmente? Gosto muito de aquarianos... Tenhos vários motivos para tanto.

Mary Joe disse...

Faço a mesma pergunta da Adriana: e o que foi feito dele?
Alguém com tanto talento merecia mais destaque na mídia.

É ruim ver trajetórias assim. Acho que é porque sempre torcemos pelos finais felizes.

Seu texto ficou muito bom.
Beijokas
Mary