quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Manuel Göttsching - Dream & Desire (1977)


A música nunca foi tão livre à experimentação quanto à época do krautrock (também conhecido como Kosmische Musik) na Alemanha. Nenhum outro país se atreveu tanto musicalmente: jazz, rock, psicodelia, blues, música erudita, a excipiente música eletrônica e principalmente os trabalhos de Kartheinz Stockhausen foram colocados no liquidificador das experimentações abertas à muito improviso.

Pode-se dizer que o auge do krautrock foi entre 1969 a 1973, após esse período muitas bandas se desfizeram e outras passaram a fazer uma música mais acessível, como é o caso do Kraftwerk, Can e Tangerine Dream. Outros artistas como Conrad Schnitzler, Faust nunca saíram da marginalidade musical. Era o surrealismo como fuga da realidade alemã pós-guerra.

Manuel Göttsching figura chave nesse movimento e líder do emblemático Ash Ra Tempel, banda em que era líder e teve como integrante o excepcional Klaus Schulzer, foi um dos mais persistentes em prosseguir carreira em experimentações sonoras. Inspirado por compositores minimalistas como Terry Riley, Steve Reiche e Philip Glass, Göttsching em sua careira solo pós sua guitarra a serviço de viagens eletrônicas sublimes.

Dream & Desire, gravado originalmente em 1977, nos lembra muito o álbum New Age of Earth (1975) onde sintetizadores e seqüenciadores mantêm a atmosfera onírica e tranqüila enquanto a guitarra delicada de Göttsching nos guia para não perdermos de vez em uma dimensão estranha ao nosso mundo “real”.

2 comentários:

Mary Joe disse...

Cláudio, que música linda... estava aqui viajando no som. É o tipo de música que eu gosto.
O post ficou ótimo como sempre.

Sempre me admiro do quanto vc conhece de música. Sou sua fã, como vc bem sabe.
Beijokas
Mary

Adri disse...

Nunca tinha ouvido falar em Krautrock até te conhecer. Se não fosse por você, nunca saberia do que se trata... Sou sua fã nº 1!