domingo, 17 de abril de 2011

New Model Army - Thunder and Consolation (1989)



Na década de 1980 eu era muito fã do New Model Army, eles naquela época, tinham com seu pós-punk a mesma urgência de bandas como U2 - guitarras afiadas, letras politizadas cantadas como um grito de guerra. 51 st state, White Coats e The Hunt são algumas músicas que se tornaram hinos não só da banda, como da daquela geração. Mas logo lançariam aquele que muitos consideram seu melhor álbum: Thunder and Consolation.

Ao prosseguir na busca pela sonoridade dos grandes grupos do passado, neste álbum, o New Model Army resgatou o know-how de Tom Downd, um veterano responsável por alguns dos melhores momentos do Cream (Disraeli Gears), Allman Brothers (At Fillmore East) e Derek and the Dominoes (Layla and Other Assorted Love Songs). Desse encontro surgiu um disco nos extremos da visceralidade, um mix brutal de hard-rock, punk da primeira fase e rock´n´roll que acabou por suplantar os trabalhos anteriores do trio tidos como definitivos. Entre os destaques, o euro-single "Stupid Questions", a trovejante "225" e a abertura climática, com "The World".

O nome da banda veio do exército revolucionário formado por Oliver Cromwell na Guerra Civil Inglês do século XVII e existe até hoje, com 13 álbuns lançados. Justin Sullivan é o único músico sobrevivente da formação original, e, claro, ele ainda é o líder. Uma das coisas que na época achávamos engraçado, ao assistir os vídeos da banda, era que Sullivan não tinha um dente da frente e todo mundo comentava.

2 comentários:

"o poeta da verdade" disse...

Tive o privilégio de assistir um show do NMA aqui em Curitiba e infelizmente o poster , conseguido com sacrifício e autografado virou cinzas... No entanto, o que chamou e muito a atenção naquele dia, mesmo com as pernas bambas diante da banda de coração e do potente "Slade the Leveller", esbravejando composições com ares esquerdistas, foi a pegada do competente batera Rob Heaton. PQP aquele dia está aceso e bem ativo dentro de mim, ainda mais depois de tocarem os hits "The hunt" e "51st State" somados as músicas do álbum que você colocou a foto aqui, gente fina...já que era a turnê de lançamento deste álbum. E, o sujeito com o violino elétrico puxando "Vagabundos" e depois "Green and Grey" deixou a turma boquiaberta por pouco tempo , pois já na sequência o batera puxara "225". Dai foi quebradeira geral rsrsrs....

Ótimo poste,Valeu!!!

Mary Joe disse...

Também gostava de New Model Army na década de 80. Para mim ele era emblemático da minha adolescência. E eu gostava do timbre de voz dele. O dente da frente era um detalhe, rsrsrs.

Essa música que vc colocou é bem legal.
Beijo carinhoso
Mary Joe