domingo, 27 de março de 2011

Adele – 21 (2011)



Soul, elegância e talento

Adele Laurie Blue Adkins, 22 anos, começou a cantar quando tinha quatro anos. A primeira canção que compôs foi Hometown Glory, quando tinha 16 anos, e se tornou se primeiro single, lançado em outubro de 2007; também entrou para seu primeiro álbum “19”, lançado em janeiro de 2008. Desse álbum foi extraído seu segundo single, a emocional “Chasing Pavements”. Com “19”, ela consegue o primeiro lugar na Grã-Bretanha e nos Países Baixos, obtendo um considerável 10 posição nos EUA.

Agora é lançado "21" e consegue superar seu primeiro álbum em todos os sentidos. Precedido pelos singles Rolling In The Deep e Someone Like You, que já havia dado para sentir o que viria pela frente - é justamente esses dois singles que chegaram simultaneamente no top 5 da lista britânica de sucessos; um privilégio que só os Beatles alcançaram no início da década de 1960. “21” também se encontra na quarta semana consecutiva na primeira posição, com mais de 50 mil cópias vendidas. Ela também superou Lady Gaga, retirando-a do primeiro lugar com o single Someone Like You. 


Não tem um lugar na Europa que ela não arrebentou. Na Holanda, por exemplo, já foi platina 2 vezes, ouro na Alemanha, sendo que o disco foi lançado em Janeiro. Recentemente ela ultrapassou Justin Bieber em vendas nos EUA, 352 mil cópias em apenas uma semanas após seu lançamento.


Enquanto se dá a entender por aí - pelo excesso de publicidade - que os artistas do momento são gente como Lady Gaga e Justin Bieber, quem bate recordes de vendas é uma cantora gordinha com um vozeirão e que não precisa fazer declarações da vida pessoal para se manter na mídia.

O legal é que isso não é forçado, o disco nem teve tanta divulgação; tudo aconteceu pela força das canções – algo bem diferente de Lady Gaga, que faz uma novela para lançar qualquer coisa usando de um hype exagerado, e quando vamos ouvir o tão revolucionário single é apenas uma canção pop sem muito atrativo.

Sinceramente, 21 é um dos discos mais lindos que já ouvi na vida. Nunca imaginei que isso iria acontecer em 2011. Como é difícil destacar qualquer música, cito apenas o curioso cover do The Cure para Lovesong.

2 comentários:

Adri disse...

Perfeito e irretocável. Faço das suas minhas palavras. Adele é uma grande revelação!

Mary Joe disse...

Estou com a Adri e naõ abro. Perfeito e irretocável.

Mas cá entre nós, Lady Gaga é o fim.
Qualquer um para ser melhor que ela naõ estará fazendo muito.
Beijokas
Mary