sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

James Blunt – Some Kind of Trouble (2010)


O terceiro álbum do britânico James Blunt foi gravado em seu próprio estúdio em Los Angeles, no entanto, ele encontrou inspiração em sua casa em Ibiza e Londres. Passou-se três anos após o enorme sucesso de seu antecessor (All The Lost Souls "), e foi antecipado pelo sucesso do single" Stay The Night '(que também abre o álbum). A produção foi compartilhada entre Blunt, Tom Rothrock e Linda Perry, a ex-vocalista do 4 Non Blondes e descobridora do artista Inglês.

"Some kind of trouble" é bem mais otimista do que seus dois trabalhos anteriores, as canções são mais animadas e menos melancólicas. O melhor exemplo da nova fase musical deste ex-soldado que deixou o exército britânico para se dedicar à música é Stay the Night, canção escrita com Steve Robson e Ryan Tedder do One Republic, na qual Blunt fala em cantar Billie Jean e misturar vodka com cafeína.



O artista Inglês disse que o processo de gravação de "Some Kind of Trouble" foi difícil. "Depois da última turnê, eu tentei compor no piano", diz ele, "Eu precisava ficar longe da música por um tempo”. Portanto o moço foi buscar inspiração em Ibiza, e parece que o sol de lá vez bem para ele. Pelas canções alegres, tudo indica que ele andou se divertindo muito por lá.

2 comentários:

Adri disse...

acho q esse álbum superou tudo que ele fez anteriormente. não está repetitivo (apesar de algumas lembrarem anteriores e uma ou duas parecerem plágio de outras canções famosas e de sucesso já...), tem a marca do estilo dele nos primeiros acordes. discordo quando vc diz q está menos melancólico pq a música no tear ainda fala dos problemas q ele teve na infância pela separação dos pais e if time is all i have ainda carrega aquela dor de corno de you're beautiful...
bom post, pra variar! ;)

Anônimo disse...

o melhor é JAMES BLUNT, tods os três trabalhos são ótimos.