domingo, 19 de dezembro de 2010

O dia em que Mick Jagger levou um soco de Charlie Watts



Não li ainda o recém-lançado livro “Vida”, biografia de Keith Richards. Li alguns trechos e entrevistas com ele e, portanto, comparando com várias biografias sobre o Rolling Stones, Mick Jagger e Brian Jones, muitas informações não batem.

É um livro de memórias, escrita em parceria com James Fox e é bem possível que Richards possa estar zoando de tudo mundo (até dele mesmo). Tolo é quem comprar o livro e aceitar tudo como verdade. Não que eu duvide de todos os relatos, mas não sejamos ingênuos.

E a história do soco que Charlie Watts deu no Mick Jagger? Não sei se está no livro, na dúvida, eu conto.

Tudo mundo sabe - pelo menos os fãs - que Charlie Watts (não é a cara do Brucutu?)sempre foi o cara mais “careta” dos Stones, mesmo quando viviam o auge da “contracultura”, com o abuso de tudo que é tipo de drogas, Watts no máximo fumava um cigarro de maconha. Muito mais fã de jazz do que de rock, sempre usando roupas impecáveis, o sereno baterista tem lá seus limites de paciência.

Aconteceu em Amsterdam, quando Keith Richards e Mick Jagger saíram para beber e Mick ficou de porre. Às cinco horas da manhã voltaram para hotel e Mick telefona para Charlie: “Cadê meu baterista? Desce logo aqui, porra!” Isso é uma coisa que você não faz com Charlie Watts. Até que vinte minutos depois, batem na porta. E aparece Charlie Watts vestido com um belo terno, de colete, barbeado, sapatos engraxados, penteado. Ele diz: “Nunca mais me chame de seu baterista!” E dá um belo soco em Mick.

Infelizmente, Mick estava usando um paletó de casamento emprestado por Richards. A janela estava aberta, ao lado havia uma mesa comprida, com um bufê de salmão. E lá fora, lá embaixo, tinha um canal. Com a força da porrada, Mick saiu deslizando pela mesa - com paletó de Richards! - em direção à janela, prestes a cair no canal. Se não fosse pelo paletó, Keith Richards deixaria Mick cair lá fora. Segurou-o a tempo.

2 comentários:

Adri disse...

essa curiosidade foi bem engraçada! qual a fonte?

Blog do Thi disse...

oi,nesse livro do Richrds ele conta essa história sim,muita engraçada e o charlie queria bater mais no jagger hehe