sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Basia Bulat - Heart of My Own (2010)


A jovem cantora de Ontário, Basie Bulat, em seu segundo álbum enriquece sua música com auto-harpa, banjo, ukulele e sinos comandados pela sua voz rica com vibrato

Desta vez a moça buscou inspiração em lugares aprazíveis. Durante uma parada da turnê de 2008, ela e seus companheiros de banda deram um tempo em Dawson City, Yukon, no Canadá. De acordo com Bulat, o calor dos habitantes e as belas paisagens provocaram-lhe um surto de criatividade, o que lhe permitiu escrever a maioria das canções durante a sua estadia de uma semana.

Enquanto Yukon proporcionou uma revitalização artística para Bulat, muitos dos elementos do indie folk como auto-harpa e letras introspectivas, a partir de seu álbum de estréia, ainda são predominantes em Heart of My Own. Howard Bilerman (Godspeed! You Black Emperor, Arcade Fire) que trabalhou em Oh, My Darling, retorna novamente como produtor.

A grande diferença deste novo álbum em relação ao anterior – Oh, My Darling - é que este é muito mais folk (principalmente celta) do que pop - o que fica evidente no primeiro single, Gold Rush. Os violinos comandam grande parte das canções, seguidos por auto-harpa, piano e ukulele (tipo cavaquinho). Aliás, quase não há violão nas novas composições, Bulat dedicou-se muito mais a auto-harpa.

A música que mais lembra o álbum anterior é a pop Walk You Down. Na balada Once More, For The Dollhouse, Bulat mostra todo seu belo e forte vocal (há quem diga que parece com a de Tracy Chapman). Destaca-se, também, outra sensível canção, If It Rains guiada por belos sons de sinos. É um disco envolvente, que conquista o ouvinte aos poucos revelando os seus tesouros lentamente. Este coração é de ouro.

Um comentário:

Adri disse...

gosto dela... graças a VOCÊ!