quinta-feira, 10 de setembro de 2009

De volta a Beatlemania!


Desde a morte de John Lennon, em 1980, nunca se falou tanto em Beatles. Naquela época, desencadeou-se uma onda de beatlemania, e tudo indica agora que - com o lançamento do The Beatles: Rock Band e da remasterização do catálogo dos Beatles – teremos uma nova beatlemania.

No lançamento mundial da coleção em CD´s e do game, os fãs fizeram fila nas lojas da Inglaterra e EUA. Com isso os Beatles voltam a liderar a lista de álbuns mais vendidos no mundo, nada mal para uma banda que pendurou as chuteiras (ou é as guitarras?) há praticamente 40 anos atrás.

Em relação à remasterização, são 16 álbuns, com opcionais de estéreo e mono. Além dos álbuns oficiais, inclui o álbum Magical Mystery Tour, e a compilação Past Masters (volume 1 e 2). O primeiro lançamento da obra dos Beatles em cd foi em 1987, versão que nunca agradou os fãs. Já The Bealtes: Rock Band tem a intenção de atrair novos fãs, principalmente os mais jovens para o universo dos Beatles. No game Beatles Rock Band estão disponibilizadas 45 músicas, mas a cada semana, outras serão lançadas para downloads. Há a versão limitada (The Beatles: Rock Band Limited Edition) que inclui, além do jogo, um baixo, uma bateria, microfone. A guitarra e bateria são versões das originais de Paul e Ringo.

Outra versão é The Beatles: Rock Band Wireless Gretsch Guitar, esta com replica da guitarra de George Harrison, e, claro, a versão com a guitarra de John Lennon, The Beatles: Rock band Wireless Rickenbacker Guitar.
Dizem que a Yoko Ono gostou dos lançamentos (claro, ela não é boba de dizer o contrário), mas dizem as más línguas que ela deu trabalho em relação ao game – parece que ela atrapalha até hoje; é só lembrarmos como ela atrapalhava as apresentações de Johnn com aqueles gritos nada a ver. Tem também alguns fãs xiitas que já estão reclamando das novas remasterizações. Já que é assim, eles deveriam ficar em casa ouvindo os vinis furados e arranhados das suas coleções.

Já Paul está felicíssimo, diz que ao ouvir as músicas remasterizadas sente como se tivesse voltado no tempo e estar ao vivo no estúdio, nas gravações. Recentemente dizem que as músicas poderão ser baixadas para download via Itunes. As músicas dos Beatles ficaram um bom tempo fora dos sites oficiais para download, segundo Paul, a demora não foi culpa necessariamente do Itunes, mas sim, da EMI.

E para aproveitar o embalo, o produtor David Permut, que comprou os direitos para o roteiro sobre a vida de Brian Epstein (empresário dos Beatles), A Life in the Day - o filme encontra-se em fase de pré-produção. Além de outro documentário sobre os Beatles, The Beatles on Record.

Os Beatles venderam mais de 600 milhões de discos ao longo da história e provavelmente venderão muitos mais ainda.

3 comentários:

Mary Joe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary Joe disse...

Oba!!!!!!!!!!! Adoro Beatles. Curti enormemente a fase na época da morte de John Lennon. Porque, apesar de ter sido muito triste a morte dele, fomos bombardeados pela mídia com as músicas. E aprendi a curtir.
Como nasci em 1970, não vivi a era Beatles, com eles efetivamente juntos. Mas adoro tudo deles. E esse lançamento me deixou feliz.

Quanto a Yoko Ono, concordo plenamente, era uma chata mesmo...
Felizmente naõ conseguiu atrapalhar mais do que o fez.
Beijokas
Mary Joe

Adri disse...

Não tenho nada a acrescentar do que já tenha sido dito... Beatles é simplesmente A BANDA. A que revolucionou o mundo da música...
Dá vontade de ter tudo, ne?
Bom post, como sempre!