sábado, 18 de abril de 2009

Tony Iommi - O mestre dos riffs pesados


Quando eu era criança considerava Jimmy Page como o melhor guitarrista de rock, e o Led Zeppelin era sinônimo de Heavy Metal. Até que um dia me deparei com a música do Black Sabbath e fiquei aterrorizado, principalmente com o guitarrista Tony Iommi, com seus riffs pesados e solos chapantes.
Embora Iommi nunca aceitou muito bem o termo Heavy Metal (sempre se referiu a sua banda como heavy rock), o Black Sabbath inventou esse estilo, tudo porque nos pubs em que tocavam, quando a banda se chamava Earth (ainda nos anos 60), Iommi aumentou o volume e peso da guitarra para “obrigar” o público alheio ouvir o som da banda, já que mesmo com as loucuras de Ozzy para chamar atenção – como pintar o corpo de roxo – não funcionava muito, pois freaks existiam aos montes à época. No entanto, Tony pegou gostou pela coisa e passou, a partir daí, a construir riffs pesadíssimos, assustando os desavisados.

Tony Iommi – um exemplo de persistência
Iommi nasceu no dia 19 de fevereiro de 1948, em Birmingham, Inglaterra. Descendente de italianos, Tony cresceu em meio a uma família bastante musical e desce cedo já tocava acordeom, passando pela bateria (que não aprendeu direito por ser canhoto) até se apaixonar pela guitarra depois que conheceu o Rock´n´Roll.
Sua paixão pela guitarra o fez desinteressar pela escola, abandonando-a em seguida. Foi trabalhar em uma fábrica e passou a participar de vários grupos musicais, a que mais deu certo foi o Mythology, que tocava rock e blues; mas a coisa desandou depois de uma batida policial, e foram condenados por porte de maconha a dois anos de detenção, mais 15 libras de fiança cada um.

O acidente
Empolgado em se tornar um músico profissional, Iommi resolve pedir demissão da fábrica onde trabalhava, no qual tinha a função de cortar chapas de aço numa máquina. Em seu último dia de trabalho, Tony teve as extremidades de dois dedos da mão direita arrancados pela máquina, que funcionava como uma guilhotina. Para ele, isto era o fim e caiu em total depressão e descrença, por mais que tentava uma solução – como tocar com a guitarra invertida, com o braço para a esquerda -, nada funcionava.
Certo dia, um amigo chegou à sua casa com um disco de um tal de Django Reinhardt, um guitarrista que tocava somente com dois dedos na mão que fica no braço da guitarra - Django havia perdido três dedos de sua mão esquerda num acidente. Iommi ficou maravilhado com isto e voltou a ter forças para continuar tentando. Até que conseguiu artesanalmente criar cilindros de metal para colocar no lugar da ponta dos dedos. Mas como em tudo tem seu lado bom, ao voltar a tocar, ele percebeu que sua maneira de tocar mudou, pois teve que adaptar o seu jeito de tocar, criando assim um estilo único em que várias gerações de guitarristas tentaram imitar.

2 comentários:

"o poeta da verdade" disse...

Que interessante isto! Achei que ele era canhoteiro e pronto.Não sabia desta adaptação e também do acidente. Falar de black sabbath vem sempre a figura do Ozzy a encabeçar a lista. Mas pouca gente se toca que o coração da banda é Frank Anthony "Tony" Iommi. É difícil não se deparar com a turma quando pergunta-se qual música você conhece do sabbath? "Paranoid". É na lata a resposta e foi assim que também conheci a banda . A primeira vez que escutei no k7 do CCE com caixas acústicas colorado fiquei a mil por hora .Queria aumentar o volume , mas as caixas não colaboravam , rangendo e fazendo inúmeros barulhos. O interessante é que a gravação segundo dizem é mono e na hora do solo se colcoar no stereo complica. Embola tudo!Realmente sabbath marcou a trajetória de muito cabeludo de época , porque essa piazada de agora não entende é porra nenhuma e pouco se interessam em ir atrás pra sentir como é que tudo começou . Parabéns pela postagem e agora vou curtir "IRON MAN"...porque foi o segundo momento em que me deparei a dar uma trégua rsrs ao k7 que já tava embolando de tanto voltar a mesma música... VALEU!

Adri disse...

espero que a história desse ídolo possa servir de inspiração pra vc e pra outras pessoas que acham que nunca vão conseguir!

formidável post! nota 1000!