sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Tom Waits – Heartattack and Vine (1980)


Sou fã de Tom Waits desde da época de seu mais popular álbum: Rain Dogs de 1985, mas foi com este disco que sua música de beatnick bêbado me conquistou de vez. Era o seu sétimo álbum, que foi recebido com reservas pelos fãs, uma vez que - fato inédito em sua carreira - Waits ousava explorar mais intensamente o universo da música elétrica (havia começado timidamente em “Blue Valentine” em 78). As inovações incluíam o uso de fuzz nas guitarras e a performance do genial baixista Larry Taylor (ex-Canned Heat e John Mayall)
O álbum contém algumas baladas tristes de piano que o tornaram famoso como “on the Nickel” e “Ruby´s Arms”. A música que dá nome ao disco – e que contém dois versos clássicos de Tom Waits, “O demônio não existe/É apenas deus quando está bêbado”. “Jersey Girl” ficou famoso nas mãos de Bruce Springsteen, trazendo um público mais amplo do que Waits jamais conheceria.
Heartattack and Vine não passou do 96% lugar da Billborard, e Waits perdeu o seu contrato, mas não a inspiração. Este foi o último disco de sua primeira fase de sua carreira até vir o próximo Swordfishtrombones de 1983, trazendo um estilo cabaré dark e transloucado.
Não precisa falar muito de Tom Waits, ainda mais quando ouvimos canções como "On the Nickel" e 'Buby´s Arms" , em que fica bem claro como sua voz rouca cai bem nestas canções, voz que ele conquistou na marra.

Link:

http://rapidshare.com/files/79637118/Tom_Waits_-_Heartattack_and_Vine.rar.html

3 comentários:

Dri disse...

O timbre da voz dele é inconfundivelmente bêbado!
Bom post, como sempre! ^^

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

Anônimo disse...

Nice dispatch and this post helped me alot in my college assignement. Say thank you you on your information.